No primeiro jogo complicado que teve pela frente na Copa da África, a Seleção arrumou as malas e voltou para a casa. Depois de abrir 1 a 0 no primeiro tempo com Robinho, o Brasil sofreu o empate na segunda etapa e se descontrolou.


O problema é que o vestiário fez muito mal aos Brasileiros e bem aos holandeses. Na segunda etapa, os papéis se inverteram. Quem procurava o jogo eram os europeus e o Brasil se defendia. Até aí, nada demais! A Seleção tinha a vantagem no marcador e tratava de protegê-la.
Isso até os 8 minutos, Sneidjer cruzou na área como já havia cruzado quase uma dezena de bolas no jogo, mas dessa vez, Julio Cesar e Felipe Melo se chocaram e o volante tocou de cabeça ou de ombro para o gol.

A virada veio aos 23 minutos, em mais uma bola aérea. Após cruzamento no primeiro poste, Kuyt raspou para trás e Sneijder, o melhor do jogo, completou de cabeça para o gol.
Ali acabava o sonho do Brasil de conquistar a sua sexta Copa do Mundo e o “DESCONTROLE” seria a melhor maneira de descrever a seleção.

Resta agora secar a Argentina amanhã, contra a Alemanha, e torcer para que a nova e boa geração que está surgindo resgate à hegemonia da Seleção no futebol dentro de casa, em 2014. O sonho do hexa ficou adiado para o Mundial do Brasil, em 2014.